TRABALHOS de ARTES DECORATIVAS em: Madeira, Vidro, Velas, Chacota, Arte Floral, Eva, Patchwork, Pintura, Fotografia e Scrapbooking

Domingo, 02 de Junho de 2013

(Ancoradouro do Freixo no Rio Douro, Porto)

 

                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<



                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

 

O Rio

 

 

O rio corre calmamente

 

Sobre o seu leito quente e macio

 

Cada conversão é um dia contada

 

Outros dias serão de folhas mortas

 

E escoras de cercas antigas.

 

Que o rio toma como alimento.

 

Teme o seu mergulho no mar

 

Mas pondera que ele não há.

 

E vai levando horas no seu leito

 

Dias boiando rumo à distância.

 

Compartilhadas com o sol

 

Que dele se nutre e o acompanha

 

A qualquer recanto, sob qualquer tempestade

 

A noite, o rio corre sozinho

 

E se esparge em leques na tolerância do mar

 

Que definitivo será sua ida, sem fim

 

Ora doce, ora salgado.

 

Ora fumante, ora tragado.

 

O rio conta a nossa existência

 

Pelos marcos nas encostas

 

Que se somem quando se enche

 

E aparece, se vai secando.

 

E o rio não tem fim

 

Caminha empurrado por ele

 

Pelas ribeiras tocada a remo

 

Assim é que o mundo vai passado

 

Assim se faz o extremo da minha saudade.

 

 

(Naeno Rocha)

 

publicado por artedasao às 12:44

De mafaldinhaarte a 24 de Junho de 2013 às 15:15
Gostei muito deste poema!! Verdadeiramente encantador!! O rio Douro é lindissimo!!


pesquisar
 
Junho 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9





Últ. comentários
Olá Maria da Conceição!Encontrei ao acaso o seu bl...
Gostei imenso... De encontrar esses versos soltos ...
Maravilhosa tarde de segunda-feira para ti doce am...
Muito interessante!! Eu nunca tinha visto jarros c...
Uma fotografia muito linda!! Adoro pavões!!
Mais um belo poema e uma fotografia perfeita!!
Gostei muito deste poema!! Verdadeiramente encanta...
Muito linda
Ouvir o eco de nossas próprias palavras nos dá a i...
Belo poema, imagem ainda melhor!Dylan
Últ. comentários
Olá Maria da Conceição!Encontrei ao acaso o seu bl...
Gostei imenso... De encontrar esses versos soltos ...
Maravilhosa tarde de segunda-feira para ti doce am...
Muito interessante!! Eu nunca tinha visto jarros c...
Uma fotografia muito linda!! Adoro pavões!!
Mais um belo poema e uma fotografia perfeita!!
Gostei muito deste poema!! Verdadeiramente encanta...
Muito linda
Ouvir o eco de nossas próprias palavras nos dá a i...
Belo poema, imagem ainda melhor!Dylan

blogs SAPO


Universidade de Aveiro