TRABALHOS de ARTES DECORATIVAS em: Madeira, Vidro, Velas, Chacota, Arte Floral, Eva, Patchwork, Pintura, Fotografia e Scrapbooking

Domingo, 23 de Junho de 2013

(Oliveiras em Horto)

 

                >>>>>>>>>><<<<<<<<<<



                >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

 

Talvez nunca saibamos reconhecer no calor do bronze

O gesto que as fez crescer entre oliveiras e puros vinhedos

Na sombra do vale onde elas ainda dizem o pulsar da água

E a necessidade do movimento a luz amedrontada de um entardecer

 

Admiro aqui pequeninas coisas em companhia dessas mulheres

Coisas sensíveis como as migalhas de pão na mesa azul

Como os rostos amados da serenidade do cair do dia

Os que na certa vêm sem que os vejamos chegar

 

Fiz-me árvore e sinceridade do alento para os tocar de leve

Vi-me estendido próximo da carícia da mão

Para me lembrar acabada a obra da rocha que as havia de guardar

E que seria decerto a única imagem enganadora da pele delas


Olharei a ternura do horizonte com a queimadura dos seus olhos

 

(Joan Ives)

 

publicado por artedasao às 16:45

pesquisar
 
Junho 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9





Últ. comentários
Olá Maria da Conceição!Encontrei ao acaso o seu bl...
Gostei imenso... De encontrar esses versos soltos ...
Maravilhosa tarde de segunda-feira para ti doce am...
Muito interessante!! Eu nunca tinha visto jarros c...
Uma fotografia muito linda!! Adoro pavões!!
Mais um belo poema e uma fotografia perfeita!!
Gostei muito deste poema!! Verdadeiramente encanta...
Muito linda
Ouvir o eco de nossas próprias palavras nos dá a i...
Belo poema, imagem ainda melhor!Dylan
Últ. comentários
Olá Maria da Conceição!Encontrei ao acaso o seu bl...
Gostei imenso... De encontrar esses versos soltos ...
Maravilhosa tarde de segunda-feira para ti doce am...
Muito interessante!! Eu nunca tinha visto jarros c...
Uma fotografia muito linda!! Adoro pavões!!
Mais um belo poema e uma fotografia perfeita!!
Gostei muito deste poema!! Verdadeiramente encanta...
Muito linda
Ouvir o eco de nossas próprias palavras nos dá a i...
Belo poema, imagem ainda melhor!Dylan

blogs SAPO


Universidade de Aveiro