TRABALHOS de ARTES DECORATIVAS em: Madeira, Vidro, Velas, Chacota, Arte Floral, Eva, Patchwork, Pintura, Fotografia e Scrapbooking

Quinta-feira, 20 de Dezembro de 2012

(Um Olhar na Avenida dos Aliados, Porto)

 

                                >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

 

                                >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

O farol de uma avenida

Estava muito preocupado

Pois alguém o abraçava

E chorava angustiado

 

"Pare de chorar, menino

E me deixe trabalhar

Se eu não acender minhas luzes

Alguém pode se machucar"

 

O menino olhou para cima

Com as lágrimas a rolar

"Não se zangue, oh farol

Pois minha vida é só chorar"

 

"Perdi toda minha família

Sou um menor abandonado

Não tenho casa, nem estudo

Vivo no mundo jogado"

 

O farol lhe respondeu

"Agora vou ter de me fechar

Mas, acalme-se, oh menino

Alguém te vai ajudar"

 

Os carros todos paravam

Vendo o farol fechado

E o menino aproveitava

Para ganhar um "trocado"

 

Uma motorista disse

Com todo amor e carinho

"Eu preciso de você

Para ser o meu filhinho"

 

(Simplesmenteene)

 

publicado por artedasao às 11:22

pesquisar
 
Dezembro 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9





Últ. comentários
Olá Maria da Conceição!Encontrei ao acaso o seu bl...
Gostei imenso... De encontrar esses versos soltos ...
Maravilhosa tarde de segunda-feira para ti doce am...
Muito interessante!! Eu nunca tinha visto jarros c...
Uma fotografia muito linda!! Adoro pavões!!
Mais um belo poema e uma fotografia perfeita!!
Gostei muito deste poema!! Verdadeiramente encanta...
Muito linda
Ouvir o eco de nossas próprias palavras nos dá a i...
Belo poema, imagem ainda melhor!Dylan
Últ. comentários
Olá Maria da Conceição!Encontrei ao acaso o seu bl...
Gostei imenso... De encontrar esses versos soltos ...
Maravilhosa tarde de segunda-feira para ti doce am...
Muito interessante!! Eu nunca tinha visto jarros c...
Uma fotografia muito linda!! Adoro pavões!!
Mais um belo poema e uma fotografia perfeita!!
Gostei muito deste poema!! Verdadeiramente encanta...
Muito linda
Ouvir o eco de nossas próprias palavras nos dá a i...
Belo poema, imagem ainda melhor!Dylan
subscrever feeds

SAPO Blogs


Universidade de Aveiro