TRABALHOS de ARTES DECORATIVAS em: Madeira, Vidro, Velas, Chacota, Arte Floral, Eva, Patchwork, Pintura, Fotografia e Scrapbooking

Sexta-feira, 15 de Março de 2013

(Taça em vidro trabalhada com técnica das "BUBBLES")

 

                                >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

 

 

                                >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

“Paredes de vidro...”

 

Mais uma vez me vejo só

Em uma sala com paredes de vidro

E nesta solidão, me vem uma dor

Olho as paredes, e nelas me vejo reflectido.

 

Na parede, tento minha face tocar

Sinto o frio do vibro em minhas mãos

Então, sinto algo a me sufocar

É uma dor forte o que sinto, é solidão.

 

Nesta solidão, me lamento,

Por não conseguir meus olhos ver

Que choram em descontentamento.

Sinto-me fora de meu ser.

 

Vejo pessoas do outro lado

Se parecem com as paredes frias

Em seus mundos vivem isolados

Indiferentes, vivem em apatias.

 

Procuro um rosto amigo

Alguém que eu possa pelo vidro a mão tocar

E com este toque me cause alivio

Por estas paredes de vidro quebrar.

 

(Marcelo G.S)

 

publicado por artedasao às 12:19

pesquisar
 
Março 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9






Últ. comentários
Olá Maria da Conceição!Encontrei ao acaso o seu bl...
Gostei imenso... De encontrar esses versos soltos ...
Maravilhosa tarde de segunda-feira para ti doce am...
Muito interessante!! Eu nunca tinha visto jarros c...
Uma fotografia muito linda!! Adoro pavões!!
Mais um belo poema e uma fotografia perfeita!!
Gostei muito deste poema!! Verdadeiramente encanta...
Muito linda
Ouvir o eco de nossas próprias palavras nos dá a i...
Belo poema, imagem ainda melhor!Dylan
Últ. comentários
Olá Maria da Conceição!Encontrei ao acaso o seu bl...
Gostei imenso... De encontrar esses versos soltos ...
Maravilhosa tarde de segunda-feira para ti doce am...
Muito interessante!! Eu nunca tinha visto jarros c...
Uma fotografia muito linda!! Adoro pavões!!
Mais um belo poema e uma fotografia perfeita!!
Gostei muito deste poema!! Verdadeiramente encanta...
Muito linda
Ouvir o eco de nossas próprias palavras nos dá a i...
Belo poema, imagem ainda melhor!Dylan
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro