TRABALHOS de ARTES DECORATIVAS em: Madeira, Vidro, Velas, Chacota, Arte Floral, Eva, Patchwork, Pintura, Fotografia e Scrapbooking

Sábado, 27 de Abril de 2013

( e Decorativas)


                  >>>>>>>>>><<<<<<<<<<



                   >>>>>>>>>><<<<<<<<<<


 

O que escrevo é impossível descrever

 

 

À luz de velas é difícil se apagar

 

Até o infinito é mais fácil decifrar

 

Brancos no preto, tarda a acender

 

Noite estrelada, tarda o amanhecer

 

 

Noite escura que se esqueceu de acabar

 

Raios da manhã se esqueceram de aparecer

 

Uma sombra teima a iluminar

 

A luz insiste em iludir

 

Uma vida inteira a acordar

 

Inúmeras noites sem dormir

 

 

Palavras mais sinceras com letras ilegíveis

 

Imagens abstractas com tintas invisíveis

 

Pretos no branco na margem da reflexão

 

Verdades expostas na mais clara escuridão

 

Extinto de menino, sentimento em extinção

 

 

(Junior Fortini)

 

publicado por artedasao às 13:59

pesquisar
 
Abril 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Últ. comentários
Olá Maria da Conceição!Encontrei ao acaso o seu bl...
Gostei imenso... De encontrar esses versos soltos ...
Maravilhosa tarde de segunda-feira para ti doce am...
Muito interessante!! Eu nunca tinha visto jarros c...
Uma fotografia muito linda!! Adoro pavões!!
Mais um belo poema e uma fotografia perfeita!!
Gostei muito deste poema!! Verdadeiramente encanta...
Muito linda
Ouvir o eco de nossas próprias palavras nos dá a i...
Belo poema, imagem ainda melhor!Dylan
Últ. comentários
Olá Maria da Conceição!Encontrei ao acaso o seu bl...
Gostei imenso... De encontrar esses versos soltos ...
Maravilhosa tarde de segunda-feira para ti doce am...
Muito interessante!! Eu nunca tinha visto jarros c...
Uma fotografia muito linda!! Adoro pavões!!
Mais um belo poema e uma fotografia perfeita!!
Gostei muito deste poema!! Verdadeiramente encanta...
Muito linda
Ouvir o eco de nossas próprias palavras nos dá a i...
Belo poema, imagem ainda melhor!Dylan
subscrever feeds

SAPO Blogs


Universidade de Aveiro