TRABALHOS de ARTES DECORATIVAS em: Madeira, Vidro, Velas, Chacota, Arte Floral, Eva, Patchwork, Pintura, Fotografia e Scrapbooking

Segunda-feira, 11 de Fevereiro de 2013

(Álbum de Recordação, Nascimento ou Baptizado)

 

                                >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

 

                                >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

Estou sentada à beira mar.

Sozinha, mais ninguém.

Balanço a cabeça:

Não, não quero as recordações!

Só quero estar aqui

A, olhar pró horizonte

Perdido junto ao mar.

Mas elas insistem,

Não resisto,

Me deixo levar pra junto delas.

Uma hora estou no poço,

Grito: Alguém me ajuda!

Poucas pessoas estendem as mãos,

Mas são estas poucas que acreditam quem realmente, eu sou.

Outras horas estou na torre,

E mesmo que comigo nada tem em comum,

Não há espaço para mais ninguém.

Cansada de, vagar,

Sento-me novamente à beira mar.

Daqui para onde fui,

É uma distância enorme,

Mas esta distância

Não traz o esquecimento:

Que eu sempre seguirei

Prisioneira das minhas próprias recordações.

 

(Rosemary Chaia)

 

publicado por artedasao às 11:02

pesquisar
 
Fevereiro 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9





Últ. comentários
Olá Maria da Conceição!Encontrei ao acaso o seu bl...
Gostei imenso... De encontrar esses versos soltos ...
Maravilhosa tarde de segunda-feira para ti doce am...
Muito interessante!! Eu nunca tinha visto jarros c...
Uma fotografia muito linda!! Adoro pavões!!
Mais um belo poema e uma fotografia perfeita!!
Gostei muito deste poema!! Verdadeiramente encanta...
Muito linda
Ouvir o eco de nossas próprias palavras nos dá a i...
Belo poema, imagem ainda melhor!Dylan
Últ. comentários
Olá Maria da Conceição!Encontrei ao acaso o seu bl...
Gostei imenso... De encontrar esses versos soltos ...
Maravilhosa tarde de segunda-feira para ti doce am...
Muito interessante!! Eu nunca tinha visto jarros c...
Uma fotografia muito linda!! Adoro pavões!!
Mais um belo poema e uma fotografia perfeita!!
Gostei muito deste poema!! Verdadeiramente encanta...
Muito linda
Ouvir o eco de nossas próprias palavras nos dá a i...
Belo poema, imagem ainda melhor!Dylan

SAPO Blogs


Universidade de Aveiro