TRABALHOS de ARTES DECORATIVAS em: Madeira, Vidro, Velas, Chacota, Arte Floral, Eva, Patchwork, Pintura, Fotografia e Scrapbooking

Domingo, 24 de Fevereiro de 2013

(Um olhar da Torre do Castelo em Melgaço)

 

                                  >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

 

                                  >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

Viagens, festas, amigos, diversão palavras assim lembram apenas uma: FÉRIAS !

Ah, férias! Seja de inverno ou verão, todo estudante adora.

Afinal, não é sempre, que não se tem aula por um tempo, não é sempre que nós vemos pessoas distantes.

Férias! Podiam existir a cada 15 dias!

Férias, tempo de descanso e ao mesmo tempo diversão.

Tempo de encontrar quem não vemos, viajar, sair e curtir!

Tempo de namorar, de rir e chorar.

Tempo que não dura pra sempre.

Histórias?

A cada tempo de férias, novas histórias aparecem.

Umas engraçadas, outras nem tanto.

Umas românticas, outras desastradas.

Umas com muitas festas, baladas e tal, outras em casa.

Umas com os amigos, outras com a família.

Férias no inverno cheias de brigadeiros; filmes, abraços.

Férias no verão cheias de praias, piscinas, sorvete, baladas.

Férias, não importa o tempo ou a data o importante é que elas existam!

 

(juNiicolau)

 

publicado por artedasao às 12:29

Quinta-feira, 14 de Fevereiro de 2013

(Um Olhar para parte das Muralhas do Castelo de Melgaço)

 

                                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

 

                                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

 

Muralhas

Lutas Que Batalhei,

Muralhas Que Derrubei,

Gigantes Que Enfrentei,

Poesias Que Criei,

 

Me Fizeram Aprender,

O Que Um Dia Eu Quis,

Quando Tentei Esquecer,

Aquilo Que Ensinou O Juiz,

 

Tentei Seguir O Caminho,

E Com A Tristeza Me Encontrei,

Porque Não Venci O Destino,

E Seu Amor Não Conquistei.

 

(Daniel Wutzke de Oliveira)

 

publicado por artedasao às 15:15

Segunda-feira, 12 de Novembro de 2012

Penedo do Castelo de Santa Cruz (Arcos de Valdevez)

 

                                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

 

                                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

O PEDREIRO E O CASTELO

 

Conheci um Pedreiro que dedicava sua vida a realizar seu maior sonho: ele queria construir um Castelo.

Mas ele trabalhava sozinho, seus recursos eram poucos, e havia dias em que ele nem conseguia avançar na Obra, mas ele persistia em sua tarefa ano após ano, até que o tempo de seus dias chegou ao fim, e eram muitos os que lamentavam o fato de ele nunca ter realizado seu sonho de terminar o Castelo, ao que ele retrucou com um leve sorriso em seu leito de morte: enganam-se todos, dizia ele. Me senti extremamente feliz e realizado todos os dias, ao assentar cada pequeno tijolo!

Atentai, pois, nestas palavras:

Teus sonhos não são construídos no futuro, mas no presente;

Haverá problemas e dificuldades, mas também haverá vitórias;

Aproveite, portanto, cada momento, caminhando e construindo por que a Felicidade não está no fim, mas no caminho.

 

(Augusto Branco)

 

 

publicado por artedasao às 10:54

Terça-feira, 23 de Outubro de 2012

Castelo da Cidade de Belmonte

                                      »»»»»»»»««««««««

                                      »»»»»»»»««««««««

Para além da curva da estrada

Talvez haja um poço, e talvez um castelo,

E talvez apenas a continuação da estrada.

Não sei nem pergunto.

Enquanto vou na estrada antes da curva

Só olho para a estrada antes da curva,

Porque não posso ver senão a estrada antes da curva.

De nada me serviria estar olhando para outro lado

E para aquilo que não vejo.

Importemo-nos apenas com o lugar onde estamos.

Há beleza bastante em estar aqui e não noutra parte qualquer.

Se há alguém para além da curva da estrada,

Esses que se preocupem com o que há para além da curva da estrada.

 

Essa é que é a estrada para eles.

Se nós tivermos que chegar lá, quando lá chegarmos saberemos.

Por ora só sabemos que lá não estamos.

Aqui há só a estrada antes da curva, e antes da curva

Há a estrada sem curva nenhuma.

 

(Alberto Caeiro)

 

 

publicado por artedasao às 13:56

Quarta-feira, 18 de Julho de 2012

D. Teresa começa (1121) a intitular-se «Rainha», mas os conflitos com o alto clero e sobretudo a intimidade com Fernão Peres, fidalgo galego a quem entregara o governo dos distritos do Porto e Coimbra, trouxeram-lhe a revolta dos Portucalenses e do próprio filho, sistematicamente afastados, por estranhos, da gerência dos negócios públicos. Aos catorze anos de idade (1125), o jovem Afonso Henriques arma-se a si próprio cavaleiro – segundo o costume dos reis – tornando-se assim guerreiro independente. Em 1128, trava-se a Batalha de São Mamede (Guimarães) entre os partidários do infante Afonso e os de sua mãe. Esta é vencida, D. Afonso Henriques toma conta do condado e dele vai fazer o reino de Portugal. Lutando contra os cristãos de Leão e Castela e os muçulmanos, Afonso Henriques conseguiu uma importante vitória contra os Mouros na Batalha de Ourique, em 1139, e declarou a independência. Nascia, pois, em 1139, o Reino de Portugal e sua primeira dinastia, com o rei Afonso I de Borgonha (Afonso Henriques).

 

(Texto Geocaching)

                                            »»»»»»»«««««««

 

                                             »»»»»»»«««««««

publicado por artedasao às 12:50

Quinta-feira, 19 de Abril de 2012

Castelo de Guimarães

         »»»»»»

O Fraco Rei faz Fraca a Forte Gente

(Luís de Camões)

 

publicado por artedasao às 11:37

pesquisar
 
Abril 2015
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24

26
27
28
29
30


Últ. comentários
Olá Maria da Conceição!Encontrei ao acaso o seu bl...
Gostei imenso... De encontrar esses versos soltos ...
Maravilhosa tarde de segunda-feira para ti doce am...
Muito interessante!! Eu nunca tinha visto jarros c...
Uma fotografia muito linda!! Adoro pavões!!
Mais um belo poema e uma fotografia perfeita!!
Gostei muito deste poema!! Verdadeiramente encanta...
Muito linda
Ouvir o eco de nossas próprias palavras nos dá a i...
Belo poema, imagem ainda melhor!Dylan
Últ. comentários
Olá Maria da Conceição!Encontrei ao acaso o seu bl...
Gostei imenso... De encontrar esses versos soltos ...
Maravilhosa tarde de segunda-feira para ti doce am...
Muito interessante!! Eu nunca tinha visto jarros c...
Uma fotografia muito linda!! Adoro pavões!!
Mais um belo poema e uma fotografia perfeita!!
Gostei muito deste poema!! Verdadeiramente encanta...
Muito linda
Ouvir o eco de nossas próprias palavras nos dá a i...
Belo poema, imagem ainda melhor!Dylan

blogs SAPO


Universidade de Aveiro