TRABALHOS de ARTES DECORATIVAS em: Madeira, Vidro, Velas, Chacota, Arte Floral, Eva, Patchwork, Pintura, Fotografia e Scrapbooking

Domingo, 15 de Dezembro de 2013

(Um dos meus arranjos de Natal)


A Melhor mensagem de Natal é aquela que sai em silêncio de nossos corações e aquece com ternura os corações daqueles que nos acompanham em nossa caminhada pela vida.

Autor Desconhecido

 

               >>>>>>>>>><<<<<<<<<<



               >>>>>>>>>><<<<<<<<<<


 

As criaturas que habitam esta terra

em que vivemos, sejam elas seres

humanos ou animais, estão aqui para, 

contribuir, cada uma com sua

maneira peculiar para a beleza

e a prosperidade do mundo.

 

(Dalai Lama)

 

publicado por artedasao às 18:06

Sábado, 26 de Outubro de 2013

Os poderosos podem matar uma, duas ou três Rosas, mas jamais conseguirão deter a Primavera inteira. 

(Che Guevara)


                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<



                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<


 

Rosas Vermelhas

  

Numa tarde maravilhosa

Tu vieste-me visitar

E nas mãos com um buquê de rosas

De presente a me ofertar

 

Um buquê de rosas vermelhas

Significado da paixão

A cor que simboliza o amor

E o sentimento de um coração

 

A rosa vermelha é a minha preferida

A Rosa vermelha... É pura paixão

E com ela nos cabelos meus é apenas sedução

 

Já que com rosas tu vieste

Com as pétalas delas me banharei

Esperando-te vestindo pétalas, apenas pétalas vestirei!!!


(Cláudia Ferreira de Souza)



publicado por artedasao às 10:34

Domingo, 06 de Outubro de 2013

 (A minha última Pintura)


A arte é a manifestação de tudo que vemos e vivemos. Não podemos nos interagir no mundo sem conviver com algum tipo de representação artística ou cultural. A começar com a própria natureza que é a mais significante de todas as artes. A relação entre a arte e a cultura forma um conceito de pensamento, de ideia e de objectividade. Portanto, sintéticamente, a cultura está ligada à Arte e Arte à Cultura.         


(Leandro Flores)           

 

                  >>>>>>>>>><<<<<<<<<<



                  >>>>>>>>>><<<<<<<<<<


 

Cuidado

 

Quero plantar flores nos caminhos por onde passar

construir pontes pra você cruzar

derrubar muros para que possa atravessar

pintar o céu de estrelas pra te iluminar

renovar sua esperança quando você desanimar

estar presente em dias de festa pra comemorar

mas, principalmente em dias de pranto pra te abraçar

quero dias de sol pra passear e de chuva pra gente brincar

quero parceria, sintonia, melodia, poesia

quero sua alegria (sorrisão) assim que acordar

colo pra te ninar

Anjo pra te guardar.

 

(Renata Fagundes)

publicado por artedasao às 23:50

Quarta-feira, 04 de Setembro de 2013

... O tempo é algo que não volta atrás. Por isso plante seu jardim e decore sua alma, Ao invés de esperar que alguém lhe traga flores…

(William Shakespeare)

 

                  >>>>>>>>>><<<<<<<<<<



                  >>>>>>>>>><<<<<<<<<<


 

Para você

 

Com todo carinho que eu possa ter, por tudo de bom que você me representa, pelos nossos risos, pela nossa amizade, por eu te gostar tanto...

 

Estas flores é para você não esquecer de uma pessoa que nunca se esquece de você mesmo longe, mesmo não se falando sempre, mesmo sem te conhecer o bastante.

 

Que estas flores, possam traduzir o meu carinho e a minha admiração por você!

 

(Autor Desconhecido)

 

publicado por artedasao às 11:41

Segunda-feira, 19 de Agosto de 2013

Leilão de Jardim

Quem me compra um jardim com flores? Borboletas de muitas cores, lavadeiras e passarinhos, ovos verdes e azuis nos ninhos?

(Cecília Meireles)

 

                >>>>>>>>>><<<<<<<<<<



                >>>>>>>>>><<<<<<<<<<


 

 

 

Último Soneto

 

 

Que rosas fugitivas, foste ali!

Requeriam-te os tapetes, e vieste...

--- Se me dói hoje o bem que me fizeste,

É justo, porque muito te devi.

 

Em que seda de afagos me envolvi

Quando entraste, nas tardes que apareceste!

Como fui de percal quando me deste

Tua boca a beijar, que remordi...

 

Pensei que fosse o meu o teu cansaço ---

Que seria entre nós um longo abraço

O tédio que, tão esbelta, te curvava...

 

E fugiste... Que importa? Se deixaste

A lembrança violeta que animaste,

Onde a minha saudade a Cor se trava?...

 

(Mário de Sá-Carneiro)


publicado por artedasao às 12:47

Domingo, 14 de Julho de 2013

(Líder e liderados precisam de alinhamento cultural para compartilharem crenças e valores, precisam de alinhamento moral para exercitarem a intuição e a coragem de tomarem decisões em conjunto.)

(Sir.Hob)

 

                   >>>>>>>>>><<<<<<<<<<



                   >>>>>>>>>><<<<<<<<<<


 

Meu Jardim

 

Estou relendo minha lida, minha alma, meus amores

 

Estou revendo minha vida, minha luta, meus valores

 

Refazendo minhas forças, minhas fontes, meus favores

 

Estou regando minhas folhas, minhas faces, minhas flores

 

 

Estou limpando minha casa, minha cama, meu quartinho

 

Estou soprando minha brasa, minha brisa, meu anjinho

 

Estou bebendo minhas culpas, meu veneno, meu vinho

 

Escrevendo minhas cartas, meu começo, meu caminho


 

Estou podando meu jardim

 

Estou cuidando bem de mim

 

(Vander Lee)

 

publicado por artedasao às 12:09

Sexta-feira, 12 de Julho de 2013

(Metrosídero ou árvore-de-fogo é uma espécie que tanto pode crescer em arbusto, como em árvore e é aquela que melhor se dá em terrenos à beira Mar. Esta e outras foram plantadas pequenas e algumas já atingiram seis metros de altura no Parque de Campismo de Árvore, ficam lindas quando florescem.)

(Vila do Conde)

 

       >>>>>>>>>><<<<<<<<<<



       >>>>>>>>>><<<<<<<<<<


 

Estava no Parque a meditar...

 

Debaixo de uma árvore, sentado estava...

 

Deixando meus pensamentos passar...

 

Uma deliciosa brisa veio me refrescar...

 

Fechei os olhos e respirei fundo para assim aproveitar...

 

Sentir toda a sua leveza e me energizar...

 

Por ali passavam algumas pessoas

 

Que acharam; engraçado o meu estar...

 

Preocupados em comentar a minha vida,

 

Deixaram a brisa deles passar...

 

(Rama)

 

publicado por artedasao às 13:42

Quinta-feira, 11 de Julho de 2013

(As Três Rosas Mais Uma Das Minhas Pinturas)

 

 

(Os poderosos podem matar uma, duas ou três rosas, mas jamais conseguirão deter a primavera inteira.)

(Che Guevara)

 

                    >>>>>>>>>><<<<<<<<<<



                    >>>>>>>>>><<<<<<<<<<


 

Fumo

 

 

Longe de ti são ermos os caminhos

 

Longe de ti não há luar nem rosas

 

Longe de ti há noites silenciosas

 

Há dias sem calor, beirais sem ninhos

 

 

Meus olhos são dois velhos pobrezinhos

 

Perdidos pelas noites invernosas

 

Abertos sonham mãos cariciosas

 

Tuas mãos doces, plenas de carinho

 

 

Os dias são Outonos: choram, choram

 

Há crisântemos roxos que descoram

 

Há murmúrios dolentes de segredo

 

Invoco o nosso sonho, entendo os braços

 

 

E é ele oh meu amor, pelos espaços

 

Fumo leve que foge entre os meus dedos.

  

(Florbela Espanca)

 

publicado por artedasao às 13:38

Quinta-feira, 20 de Junho de 2013

(Nome científico Zantedeschia é necessária alguma cautela com esta Flor, brancas ou de qualquer outra côr, por ser uma planta tóxica. No caso de haver contacto nos lábios ou língua, é comum haver irritação, inchaço, salivação abundante, dificuldade de engolir e respirar.)

 

                   >>>>>>>>>><<<<<<<<<<


 

                   >>>>>>>>>><<<<<<<<<<


 

Flor em jarro, edredom e fé

 

Música em carro, som que faz maré

 

Cor da lua, tecto que faz pensar

 

Tudo quando diz que estás por ''perder tempo''. Será?

 

 

 

Esperas, elevador, bates pés em chão

 

Estes dois minutos poderiam ser até, a decisão

 

De um olhar que está ao lado esperando ou a calar

 

Um futuro que tu não estando, acaba de desperdiçar

 

 

 

Ganhastes uma carta, não mais a leste

 

Tocastes em rosa, nem sentes aroma

 

Só sentes espinhos, porque são destes

 

O presente que vislumbra o coma

 

 

 

Sem nada para fazer, foi o homem redigir

 

E descobriu mais um dom, que a pressa veio a retrair

 

E aquele a reclamar das horas que ainda faltariam

 

Perdeu a chance de cantar e descobrir que aplaudiriam

 

 

 

Ó, pois! Foi em um destes tempos sem tempo

 

Que peguei-me decalcando tua mão

 

Sentindo teu cheiro destempo

 

Vendo teu olhar em adjecção

 

 

 

Quando reparar a importância deste momento

 

Ou apenas, e até, a leveza do que pressuposto estava

 

Este será, então arquivo: Vento

 

Que passa, e apenas quando cessa mostra o que arrastava

 

 

 

Quando reconhecer o que quis dizer-me

 

Tu já terás ido

 

E só entenderei em uma destas perdas de tempo

 

O que terá partido

 

 

 

Pois colocar-me-ei a relembrar

 

Já que estarei ignorando horas ao recostar

 

A cabeça na cama, até ver que a luz queimou

 

E aprenderei a religar isto e aquilo que intimou

 

 

 

Só compreenderei disto, a intensidade

 

Quando estiver por esperar o elevador

 

E olhar ansiosa para o lado, e em verdade

 

Não enxergar a parede, e sim, o amor

 

 

 

E em uma manhã engarrafada

 

Tu lerás a carta esquecida

 

E perceberás que esta jornada

 

É das horas, exprimida

 

 

 

Então, não anseies no sinal vermelho

 

Que até que verde fique, tudo pode acontecer

 

Não fiques sentindo as dores de um joelho

 

Que nem ralou, e pode inda fortalecer

 

(Vanessa Brunt)

 

publicado por artedasao às 12:43

Quarta-feira, 19 de Junho de 2013

(O girassol é uma flor simbólica que significa Fama, Sucesso, Sorte e Felicidade)


                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<



                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<


 

Uma flor pode sobreviver com pouca água,

 

Mas não sobreviverá sem água nenhuma.

 

Da mesma forma um amor, uma amizade,

 

Pode sobreviver com pouco carinho,

 

Mas não sobreviverá sem carinho nenhum.

 

É preciso dispensar carinho e atenção

 

Às pessoas que você ama, às flores do seu jardim.

 

 

(Augusto Branco) 

 

publicado por artedasao às 13:29

Quinta-feira, 06 de Junho de 2013

(Hydrangea ou Hortênsia cor produzida em solo alcalino)

 

                >>>>>>>>>><<<<<<<

 

 

                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

 

Eu tenho meus dias de sim

 

Eu tenho meus dias de não

 

Um suspiro na noite

 

Uma solidão

 

Que aperta e prende

 

Meu coração.

 

 

 

Eu tenho meus dias de lua

 

Eu tenho meus dias de sol

 

Uma manhã que clareia

 

Outra dor que lateja

 

Talvez um amor me deseja

 

E me beija

 

Como flor de cereja.

 

 

 

Eu tenho meus dias de inverno

 

Eu tenho meus dias de verão

 

Uma tempestade de neve

 

Um vento quente de ilusão

 

Um cachecol de vento

 

Um sopro de vida

 

Que sim e que não.

 

 

 

Eu tenho meus dias de luz

 

Eu tenho outros de escuridão

 

Brilho de estrela que cega

 

Um coração de cristal

 

Uma alma de poeta

 

Que respira

 

E de perfume transpira.

 

 

 

Eu tenho meus dias de raiva

 

Outros de toda gratidão

 

Um dia de dor

 

Outros de viva paixão

 

Muitos só de alegria

 

Tantos de solidão.

 

 

 

Eu tenho meus dias de lágrimas

 

Tantos de risos e alentos

 

Sonhos dourados de amor

 

Pesadelos de loucas insónias

 

Desvarios, cansaço e perdão

 

Tem dias que sou flor

 

E outros que sou só rebentos!

 

 

(Vanusa Flores)

 

publicado por artedasao às 15:21

Quarta-feira, 05 de Junho de 2013

(Jarro Amarelo do Meu Jardim)

 

                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<



                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<


 

Qual é a cor do amor?

 

 

A maçã é vermelha.

 

O Sol é amarelo.

 

O Céu é azul.

 

A Folha é verde.

 

A Nuvem é branca... E a pedra é cinzenta.

 

O mundo tem muitas coisas... O mundo tem muitas pessoas... O mundo tem muitas cores... E cada uma delas é diferente.

 

No jardim as flores são de diferentes cores, mas vivem felizes juntas... Uma ao lado da outra.

 

Na floresta os pássaros são de diferentes cores, mas vivem felizes juntos... Um ao lado do outro.

 

No campo os animais são de diferentes cores, mas vivem felizes juntos...um ao lado do outro.

 

Em nosso mundo as pessoas são de diferentes cores, e, às vezes, vivem felizes juntas... Uma ao lado da outra.

 

As cores são importantes porque dão mais beleza ao nosso mundo, mas elas não são tão importantes quanto o que sentimos... Ou pensamos... Ou fazemos.

 

As cores estão no "exterior" das coisas e os sentimentos no "íntimo" das coisas.

 

A cor é algo que vemos com os nossos olhos, mas o amor é algo que vemos com o nosso coração.

 

A maçã é vermelha, o sol é amarelo, o céu é azul, a folha é verde, a nuvem é branca... E a terra é marrom.

 

E, se te perguntasse, serias capaz de dizer...

 

Qual é a cor do amor?

 

(Joan Walsh Anglund)

 

publicado por artedasao às 15:37

Sábado, 25 de Maio de 2013

(Quinta da Granja Barcelos)

 

                  >>>>>>>>>><<<<<<<<<<



                  >>>>>>>>>><<<<<<<<<<


 

O Velho e a Flor

 

 

 

Por céus e mares eu andei,

 

Vi um poeta e vi um rei

 

Na esperança de saber

 

O que é o amor.

 

 

 

Ninguém sabia, me dizer,

 

Eu já queria até morrer

 

Quando um velhinho

 

Com uma flor assim falou:

 

 

 

O amor é o carinho,

 

É o espinho que não se vê em cada flor.

 

É a vida quando

 

Chega sangrando aberta, em pétalas de amor.

 

 

 

(Vinícius de Moraes)

 

publicado por artedasao às 16:21

Terça-feira, 16 de Abril de 2013

(Pintura tridimensional com moldura) 

 

                                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

 

                                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

Toda pintura, por mais bela que seja,

sem uma moldura é uma pintura e nada mais,

falta-lhe brilho e formosura.

Depois de uma moldura,

uma pintura não é mais uma pintura,

é uma obra de arte.

Assim é o nosso rosto sem um sorriso.

Por mais belo que seja o nosso rosto,

sem um sorriso é um rosto e nada mais.

Com um sorriso, o nosso rosto não é apenas um rosto,

é um retracto de nossa mais expressiva beleza.

Experimente fazer uma plástica automática nesse rosto:

SORRIA!

 

(Nilson Soares)

 

publicado por artedasao às 13:31

Quarta-feira, 10 de Abril de 2013

(As Três Gérboras Brancas Naturais)

 

                                >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

 

                                >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

 

Flor de Papel

 

Para você fiz essa flor, meu amor

E nela dobrei todo o meu querer

A paixão, eu pus em sua cor

E em suas pétalas imagem de flor viva ser

 

E lembra, meu amor

Sempre quando a ver

Que assim como nosso amor

Ela jamais irá morrer

 

(André Moraes)

 

publicado por artedasao às 15:09

Segunda-feira, 08 de Abril de 2013

(As Três Gerberas Fúchsia)

 

                                  >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

 

                                  >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

Quero voltar a confiar

 

“Fui criado com princípios morais comuns:

Quando eu era pequeno, mães, pais, professores, avós, tios, vizinhos, eram autoridades dignas de respeito e consideração. Quanto mais próximos ou mais velhos, mais afecto. Inimaginável responder de forma mal-educada aos mais velhos, professores ou autoridades… Confiávamos nos adultos porque todos eram pais, mães ou familiares das crianças da nossa rua, do bairro, ou da cidade… Tínhamos medo apenas do escuro, dos sapos, dos filmes de terror… Hoje me deu uma tristeza infinita por tudo aquilo que perdemos. Por tudo o que meus netos um dia enfrentarão.

Pelo medo no olhar das crianças, dos jovens, dos velhos e dos adultos. Direitos humanos, para criminosos, deveres ilimitados para cidadãos honestos. Não levar vantagem em tudo significa ser idiota. Pagar dívidas em dia é ser tonto… Amnistia para corruptos e sonegadores… O que aconteceu connosco? Professores maltratados nas salas de aula, comerciantes ameaçados por traficantes, grades em nossas janelas e portas. Que valores são esses? Automóveis que valem mais que abraços, filhas querendo uma cirurgia como presente por passar de ano. Celulares nas mochilas de crianças. O que vais querer em troca de um abraço? A diversão vale mais que um diploma. Uma tela gigante vale mais que uma boa conversa. Mais vale uma maquiagem que um sorvete. Mais vale parecer do que ser… Quando foi que tudo desapareceu ou se tornou ridículo?

Quero arrancar as grades da minha janela para poder tocar as flores! Quero, me sentar na varanda e dormir com a porta aberta nas noites de verão! Quero a honestidade como motivo de orgulho. Quero a vergonha na cara e a solidariedade. Quero a rectidão de carácter, a cara limpa e o olhar olho-no-olho. Quero a esperança, a alegria, a confiança! Quero calar a boca de quem diz: “temos que estar ao nível de…”, ao falar de uma pessoa. Abaixo o “TER”, viva o “SER”. E viva o retorno da verdadeira vida, simples como a chuva, limpa como um céu de primavera, leve como a brisa da manhã!

E definitivamente bela, como cada amanhecer. Quero ter de volta o meu mundo simples e comum. Onde existam amor, solidariedade e fraternidade como bases. Vamos voltar a ser “gente”. Construir um mundo melhor, mais justo, mais humano, onde as pessoas respeitem as pessoas. Utopia? Quem sabe?… Precisamos tentar… Quem sabe comecemos a caminhar transmitindo essa mensagem… Nossos filhos merecem e nossos netos certamente nos agradecerão!”.

 

(Arnaldo Jabor)

 

publicado por artedasao às 12:48

Domingo, 07 de Abril de 2013

(Rosa Desabrochando para prazer do nosso Olhar)

 

                               >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

 

                               >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

Como uma jovem rosa, a minha amada...

Morena, linda, esgalga, penumbrosa

Parece a flor colhida, ainda orvalhada

Justo no instante de tornar-se rosa.

 

Ah, porque não a deixas intocada

Poeta, tu que és Pai, na misteriosa

Fragrância do seu ser, feito de cada

Coisa tão frágil que perfaz a rosa...

 

Mas (diz-me a Voz) por que deixá-la em haste

Agora que ela é rosa comovida

De ser na tua vida o que buscaste

 

Tão dolorosamente pela vida?

Ela é rosa, poeta... Assim se chama...

Sente bem seu perfume... Ela te ama...

 

(Vinícius de Moraes)

 

publicado por artedasao às 11:53

Sexta-feira, 15 de Fevereiro de 2013

(Arranjos florais feitos por mim para qualquer altura)

 

                                   >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

 

                                   >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

Inspire-se

 

Sinta o cheiro da luz

E a claridade das flores

Sinta o calor da chuva

Tome um banho de sol

Alimente-se de ar e respire o alimento

Beije as pessoas com palavras

Ouça o silêncio

Beba um sorriso e ofereça o seu

Não perca uma gota

Forme canções com gestos

Escreva com os pés

Não busque explicação para tudo

Justifique sua existência

Não peça nada, mereça tudo

Esteja, não seja

Morra de amor

Viva, antes de morrer

 

(Victor Chaves)

 

publicado por artedasao às 12:10

Domingo, 16 de Dezembro de 2012

(Cidade de Guimarães Capital Europeia da Cultura 2012)

 

                                  >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

 

                                  >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

Pedras e Flores

 

As pessoas são muito reactivas: costumam retribuir exactamente; aquilo que recebem. Retribuem o bem com o bem, e o mal com o mal. Mas tu, para seres imensamente feliz, procederás diferente:

Retribua com flores a todas as pedras que te atirarem.

Haverá um momento em que as pedras de teus inimigos acabarão, e assim eles só poderão atirar em você as próprias flores que receberam de ti.

 

(Augusto Branco)

 

publicado por artedasao às 14:28

Terça-feira, 11 de Dezembro de 2012

(Vela com arranjo de Flores)

 

                                >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

 

                                >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

O mundo é cruel e injusto e a gente sabe disso, pois se vê nas ruas e nos jornais todos os dias notícias sobre mortes, roubos, guerras, crimes, etc. Mas o povo se acostuma, da mesma forma que uma bactéria se adapta a um ambiente e se torna imune depois de determinado período de tempo adaptado a situações. Quem sabe quando o povo resolver se mexer, ele inventará o antídoto para o vírus da indiferença social.

 

(Gustavo Sana)

 

publicado por artedasao às 10:12

Quarta-feira, 17 de Outubro de 2012

Monsanto (Idanha-a-Nova)

                               »»»»»»»»««««««««

                                      

                                »»»»»»»»««««««««

Uma flor no meio da calçada

Tão delicada que poderia ser levada pelo vento

Nasceu ali mesmo, do nada

De uma rachadura que se abriu no cimento

 

Flor raquítica de talo fino,       

Que temia ser pisada

Qual seria o seu destino?

Foi nascer justo no meio da calçada!

 

Os humanos trafegavam perto dela

Rostos sérios ou risonhos e nem olhavam para ela

De repente a flor rosa ficou amarela de medo

Pois quase foi pisoteada,

A coitada não queria morrer tão cedo!

 

Ah sorte dela foi o olhar sensível de uma criança

Que a viu de longe e a levou dali

E a plantou num vaso de esperança

Então a flor rosa se desenvolveu muito frondosa

Mostrava toda a sua beleza e estava orgulhosa!

 

Ela parecia dizer a todo mundo:

-Olha; estou aqui,

Eu sobrevivi por causa do amor de uma criança!

E dizia aos quatros ventos,

” Que quem espera sempre alcança”!

Queria dizer a todos que estava feliz da vida!

E que nós temos que ter fé, mesmo sendo rosa,

Cravo, crisântemo ou margarida!

 

No jardim imenso que é a vida, nós somos como as flores

Que nascem das sementes e são de todas as cores

Que sobrevivem em meio a uma tempestade de verão

Pois quem luta e se agarra no ultimo fio,

Sempre encontra uma solução!

 

Se você for uma pessoa que se sente abandonada

E só encontra obstáculos na sua estrada,

Faça como a flor que não se entregou!

Desviou, desviou...

E mesmo com a tristeza de ter nascido no meio do cimento

Sofreu, lutou, venceu

E para as outras flores se tornou um exemplo!

 

Hoje a flor rosa está sorrindo e já sofreu até demais

E vive num vaso de esperança, numa vida de paz

Ela está radiante e se sente revigorada

Porque mostrou o quanto é resistente,

Sobreviveu as agruras de uma calçada!

 

Janete Sales ( Dany)

 

publicado por artedasao às 11:43

Sexta-feira, 12 de Outubro de 2012

(Trevo da Felicidade)      

                                 »»»»»»»»««««««««

 

                                       »»»»»»»»««««««««

A Idade de Ser Feliz

 

Existe somente uma idade para a gente ser feliz,

Somente uma época na vida de cada pessoa

Em que é possível sonhar e fazer planos

E ter energia bastante para realizá-las

A despeito de todas as dificuldades e obstáculos.

 

Uma só idade para a gente se encantar com a vida e viver apaixonadamente

E desfrutar tudo com toda intensidade

Sem medo, nem culpa de sentir prazer.

 

Fase dourada em que a gente pode criar

E recriar a vida,

Á nossa própria imagem e semelhança

E vestir-se com todas as cores

E experimentar todos os sabores

E entregar-se a todos os amores

Sem preconceito nem pudor.

 

Tempo de entusiasmo e coragem

Em que todo o desafio é mais um convite à luta

Que a gente enfrenta com toda disposição

De tentar algo NOVO, de NOVO e de NOVO,

E quanta vez for preciso.  

 

Essa idade tão fugaz na vida da gente

Chama-se PRESENTE

E tem a duração do instante que passa.

 

(Autor Desconhecido)

 

 

publicado por artedasao às 11:03

Sábado, 06 de Outubro de 2012

Festa das Flores (Campo Maior)

                                  »»»»»»»»««««««««

                                  »»»»»»»»««««««««

Morta de fome, uma raposa foi até um vinhedo sabendo que ia encontrar muita uva. A safra tinha sido excelente. Ao ver a parreira carregada de cachos enormes, a raposa lambeu os beiços. Só que sua alegria durou pouco: por mais que tentasse, não conseguia alcançar as uvas. Por fim, cansada de tantos esforços inúteis, resolveu ir embora, dizendo:

 

- Por mim, quem quiser essas uvas pode levar. Estão verdes, estão azedas, não me servem. Se alguém me desse essas uvas eu não comeria.

 

Moral: Desprezar o que não se consegue conquistar é fácil.

 

(Esopo)

 

 

publicado por artedasao às 11:26

Quinta-feira, 04 de Outubro de 2012

(Campo Maior)

                                       »»»»»»»»««««««««

                                       »»»»»»»»««««««««

Soneto oco

 

Neste papel levanta-se um soneto,

De lembranças antigas sustentado,

Pássaro de museu, bicho empalhado,

Madeira apodrecida de coreto.

 

De tempo e tempo e tempo alimentado,

Sendo em fraco metal, agora é preto.

E talvez seja apenas um soneto

De si mesmo nascido e organizado.

 

Mas ninguém o verá? Ninguém. Nem eu,

Pois não sei como foi arquitectado

E nem me lembro quando apareceu.

 

Lembranças são lembranças, mesmo pobres,

Olha pois este jogo de exilado

E vê se entre as lembranças te descobres.

 

(Carlos Pena Filho)

 

 

publicado por artedasao às 12:21

Sábado, 08 de Setembro de 2012

                                    »»»»»»»»««««««««

                                    »»»»»»»»««««««««

Talvez não ser,

É ser sem que tu sejas,

Sem que vás cortando

O meio-dia com uma

Flor azul,

Sem que caminhes mais tarde

Pela névoa e pelos tijolos,

Sem essa luz que levas na mão

 

Que, talvez, outros não verão dourada,

Que talvez ninguém

Soube que crescia

Como a origem vermelha da rosa,

Sem que sejas, enfim,

Sem que viesses brusca, incitante

Conhecer a minha vida,

Rajada de roseira,

Trigo do vento,

 

E desde então, sou porque tu és

E desde então és

Sou e somos...

E por amor

Serei... Serás...Seremos...

 

(Pablo Neruda)

publicado por artedasao às 14:12

pesquisar
 
Abril 2015
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24

26
27
28
29
30


Últ. comentários
Olá Maria da Conceição!Encontrei ao acaso o seu bl...
Gostei imenso... De encontrar esses versos soltos ...
Maravilhosa tarde de segunda-feira para ti doce am...
Muito interessante!! Eu nunca tinha visto jarros c...
Uma fotografia muito linda!! Adoro pavões!!
Mais um belo poema e uma fotografia perfeita!!
Gostei muito deste poema!! Verdadeiramente encanta...
Muito linda
Ouvir o eco de nossas próprias palavras nos dá a i...
Belo poema, imagem ainda melhor!Dylan
Últ. comentários
Olá Maria da Conceição!Encontrei ao acaso o seu bl...
Gostei imenso... De encontrar esses versos soltos ...
Maravilhosa tarde de segunda-feira para ti doce am...
Muito interessante!! Eu nunca tinha visto jarros c...
Uma fotografia muito linda!! Adoro pavões!!
Mais um belo poema e uma fotografia perfeita!!
Gostei muito deste poema!! Verdadeiramente encanta...
Muito linda
Ouvir o eco de nossas próprias palavras nos dá a i...
Belo poema, imagem ainda melhor!Dylan
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro