TRABALHOS de ARTES DECORATIVAS em: Madeira, Vidro, Velas, Chacota, Arte Floral, Eva, Patchwork, Pintura, Fotografia e Scrapbooking

Sexta-feira, 20 de Dezembro de 2013

O desejo é uma árvore com folhas; a esperança, uma árvore com flores; o prazer, uma árvore com frutos.

(Guilherme Massien)

 

                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

 

 

                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

 

O Homem das Castanhas

  

Na Praça da Figueira,

ou no Jardim da Estrela,

num fogareiro aceso é que ele arde.

Ao canto do Outono, à esquina do Inverno,

o homem das castanhas é eterno.

Não tem eira nem beira, nem guarida,

e apregoa como um desafio.

 

É um cartucho pardo a sua vida,

e, se não mata a fome, mata o frio.

Um carro que se empurra,

um chapéu esburacado,

no peito uma castanha que não arde.

Tem a chuva nos olhos e tem o ar cansado

o homem que apregoa ao fim da tarde.

Ao pé dum candeeiro acaba o dia,

voz rouca com o travo da pobreza.

Apregoa pedaços de alegria,

e à noite vai dormir com a tristeza.

 

A mágoa que transporta a miséria ambulante,

passeia na cidade o dia inteiro.

É como se empurrasse o Outono diante;

é como se empurrasse o nevoeiro.

Quem sabe a desventura do seu fado?

Quem olha para o homem das castanhas?

Nunca ninguém pensou que ali ao lado

ardem no fogareiro dores tamanhas.

 

Quem quer quentes e boas, quentinhas?

A estalarem cinzentas, na brasa.

Quem quer quentes e boas, quentinhas?

Quem compra leva mais amor pra casa.

 

(Ary dos Santos)

 

publicado por artedasao às 11:24

Sexta-feira, 06 de Dezembro de 2013

(Imagem capturada no Jardim Serralves) Quando algo acabar ou simplesmente for embora. Lembre-se que as folhas do Outono não caem. Porque querem….. Mas sim porque chegou a Hora…!

(karOl cOrreia)

 

 

                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<



                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

 

Outono

 

 

O sopro do vento esfria as noites,

mas as tardes continuam mornas,

e o mar espraia-se preguiçoso

nas pedras estendidas da praia.

 

Paisagem que reflecte a vida,

encurta os dias, amplia as noites

e a vida como uma leve pluma,

com a brisa segue meio perdida.

 

Amarelecidas agora rolam as folhas

no chão de uma paisagem outonal,

as árvores nuas, sem mais flores,

são serenas sombras no madrigal.

 

Como uma réstia de sol no mar,

faz-se da vida um entardecer,

Folhas e flores vão descansar,

os sonhos serão um rio a correr.

 

(sonia schmorantz)

 

publicado por artedasao às 18:47

Sábado, 30 de Novembro de 2013

"Projectistas fazem canais, arqueiros airam flechas, artífices modelam a madeira e o barro, o homem sábio modela-se a si mesmo".

(Buda)

 

                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<



                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<


 

Vida é Natureza


 

Vivi entre quatro paredes,

Receosa, temendo, medrosa.

Sofri muito mais por pensar, Que a vida é só isso: paredes.

 

A vida é o verde, o azul, o vermelho.

A vida é essa grama, esse céu, esse lago.

A vida está além da cidade cinzenta. Vida é essa beleza,

Vida é natureza!

 

(Rosely T. Sales)

 

publicado por artedasao às 12:04

Sábado, 02 de Novembro de 2013

Os jovens têm a memória curta e os olhos para ver apenas o nascer do sol;

para o poente olham apenas os velhos, aqueles que viram o ocaso tantas vezes.

(Giovanni Verga)

 

                  >>>>>>>>>><<<<<<<<<<



                  >>>>>>>>>><<<<<<<<<<


 

Quando as folhas caírem nos caminhos,

ao sentimentalismo do Sol Poente,

nós dois iremos vagarosamente,

de braços dados, como dois velhinhos…

 

E que dirá de nós toda essa gente,

quando passarmos mudos e juntinhos?

- "Como se amaram esses coitadinhos!

Como ela vai, como ele vai contente!"

 

E por onde eu passar e tu passares,

Hão-de seguir-nos todos os olhares

E debruçar-se as flores nos barrancos…

 

E por nós, na tristeza do Sol-posto,

Hão-de falar as rugas do meu rosto…

Hão-de falar os teus cabelos brancos…

 

(Guilherme de Almeida)



publicado por artedasao às 12:22

Segunda-feira, 28 de Outubro de 2013

                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<



                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<


 

O Pôr-do-Sol

 

Adoro ver o pôr-do-sol,

lá ao fundo no horizonte,

assim como um girassol,

para ele virado de fronte.

 

Adoro ver o sol no mar,

sentado na areia da praia,

é tão bom estar a admirar,

como ele na água desmaia.

 

É a mais bela das imagens

que um artista poderá criar,

o lusco-fusco nas margens,

a luz do sol reflectida no mar.

 

Adoro ver o céu avermelhado,

quando o sol está a desaparecer,

é coisa de que não fico cansado,

pois para sempre vai acontecer.

 

(José Couto)

 

publicado por artedasao às 12:05

Sábado, 19 de Outubro de 2013

Uma Árvore em flor fica despida no Outono. A beleza transforma-se em feiura, a juventude em velhice e o erro em virtude. Nada fica sempre igual e nada existe realmente. Portanto, as aparências e o vazio existem simultaneamente

(Dalai Lama)

 

                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<



                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<


 

Árvore Rumorosa

 

 

Árvore rumorosa pedestal da sombra

sinal de intimidade decrescente

que a primavera veste pontualmente

e os olhos do poema de repente deslumbra

 

Receptáculo anónimo do espanto

capaz de encher aquele que direito à morte passa

e no ar da manhã inconsequente traça

e rasto desprendido do seu canto

 

Não há inverno rigoroso que te impeça

de rematar esse trabalho que começa

na primeira folha que nos braços te desponta

 

Explodiste de vida e és serenidade

e imprimes no coração mais fundo da cidade

a marca do princípio a que tudo remonta

 

(Ruy Belo)

 

publicado por artedasao às 11:24

Quarta-feira, 16 de Outubro de 2013

(Lagoa no Parque Natural da Serra da Estrela)

 

 

                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<



                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<


 

A Estrela

 


Vi uma estrela tão alta,

Vi uma estrela tão fria!

Vi uma estrela luzindo

Na minha vida vazia.

 

Era uma estrela tão alta!

Era uma estrela tão fria!

Era uma estrela sozinha

Luzindo no fim do dia.

 

Por que da sua distância

Para a minha companhia

Não baixava aquela estrela?

Por que tão alto luzia?

 

E ouvi-a na sombra funda

Responder que assim fazia

Para dar uma esperança

Mais triste ao fim do meu dia.

 

(Manuel Bandeira)



publicado por artedasao às 13:33

Segunda-feira, 14 de Outubro de 2013

Cada dia a Natureza produz o suficiente para nossa carência. Se cada um tomasse o que lhe fosse necessário, não havia pobreza no Mundo e ninguém morreria de fome.(Mahatma Gandhi)

 

                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<



                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<


 

Creio no mundo como num malmequer,

Porque o vejo. Mas não penso nele

Porque pensar é não compreender...

 

O Mundo não se fez para pensarmos nele

(Pensar é estar doente dos olhos)

Mas para olharmos para ele e estarmos de acordo...

 

Eu não tenho filosofia; tenho sentidos...

Se falo na Natureza não é porque saiba o que ela é,

Mas porque a amo, e amo-a por isso

Porque quem ama nunca sabe o que ama

Nem sabe por que ama, nem o que é amar...

 

(Fernando Pessoa)

 

publicado por artedasao às 11:48

Segunda-feira, 23 de Setembro de 2013

Só percebemos o valor da água depois que a fonte seca.

(Provérbio popular)


 (Nascente do Rio Vez (Arcos de Valdevez)

 

                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<



                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<


 

A Pureza da Água

 

"Gosto de olhar as pedras e os desenhos do vento na superfície da água, gosto de sentir as modificações da luz quando o sol está desaparecendo do outro lado do rio, gosto de sentir o dia se transformando em noite e em dia outra vez, gosto de olhar as crianças brincando no corredor de entrada e das palmeiras que existem no meio da minha rua — gosto de pensar que vou sempre ter olhos para gostar dessas coisas, e por mais sozinho ou triste que eu esteja vou ter sempre esse olhar sobre as coisas."

 

(Caio Fernando de Abreu)

 

publicado por artedasao às 16:48

Domingo, 22 de Setembro de 2013

O Rio atinge seus objectivos porque aprendeu a contornar obstáculos.

(Lao-Tsé)

 

(Rio em Sistelo Arcos de Valdevez)

 

                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<



                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<


 

Na Ribeira Desse Rio

 

 

Na ribeira desse rio

Ou na ribeira daquele

Passam meus dias, a fio

Nada me impede, me impele,

Me dá calor ou dá frio

Vou vendo o que o rio faz

Quando o rio não faz nada

Vejo os rastros que ele traz

Numa sequência arrastada

Do que ficou para trás

Vou vendo e vou meditando

Não bem no rio que passa

Mas só no que estou pensando

Porque o bem dele é que faça

Eu não ver que vai passando

Vou na ribeira do rio

Que está aqui ou ali

E do seu curso me fio

Porque se o vi ou não vi

Ele passa e eu confio

Ele passa e eu confio

Ele passa e eu confio

 

(Fernando Pessoa)

 

publicado por artedasao às 14:13

Sábado, 21 de Setembro de 2013

O Dia da Árvore no hemisfério Sul é hoje dia 21 de Setembro em Portugal, que se encontra no hemisfério Norte, o Dia da Árvore festeja-se no dia 21 de Março.

 

                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<



                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

Árvore é sinónimo de vida. Uma árvore, por si só, pode nos trazer muitos benefícios. Desde a sombra aconchegante, até a folha de papel. As florestas plantadas (reflorestamentos) pelo homem devolvem a ele serviços e bens. Mas o equilíbrio tem que ser mantido com a preservação das matas nativas e a protecção dos mananciais, onde a flora e a fauna encontram ambientes diversificados.

 

Sob o aspecto económico, valiosos produtos obtemos da árvore: madeira para as construções e o mobiliário, celulose para o papel, carvão para as caldeiras, substâncias medicinais, óleos, resinas, gomas, essências, mel, frutos, flores e muitos outros.

 

Sob o aspecto ecológico, dela recebemos incontáveis benefícios: a protecção dos solos, rios, nascentes; a preservação da vida silvestre; a manutenção da qualidade de vida, e muito mais.

 

Por tudo isso, é da maior importância a conscientização e a contribuição de cada um de nós, plantando uma árvore e cuidando para que se desenvolva.

 

(Embrapa) 

 

publicado por artedasao às 11:52

Quinta-feira, 12 de Setembro de 2013

Se você tem uma maçã e eu tenho outra; e nós trocamos as maçãs, então cada um terá sua maçã. Mas se você tem uma ideia e eu tenho outra, e nós as trocamos; então cada um terá duas ideias.

(George Bernard Shaw)

 

                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<



                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<


  

"Mulheres são como maçãs em árvores. As melhores estão no topo. Os homens não querem alcançar essas boas, porque eles têm medo de cair e se machucar.

Preferem pegar as maçãs podres que ficam no chão, que não são boas como as do topo, mas são fáceis de se conseguir. Assim as maçãs no topo pensam que algo está errado com elas, quando na verdade, eles estão errados... Elas têm que esperar um pouco para o homem certo chegar, aquele que é valente o bastante para escalar até o topo da árvore."

 

(Machado de Assis)

 

publicado por artedasao às 10:12

Quinta-feira, 08 de Agosto de 2013

(As oportunidades são como o nascer do Sol: se você esperar demais, vai perdê-las.)

(William George Ward)

 

                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<



                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<


Ser Feliz... 

 


Ser feliz é abrir a janela a cada manhã e poder ver o nascer do sol,

 

É acreditar que em meio à escuridão

 

Há uma luz que brilha,

 

Uma luz que está dentro de você, no seu coração,

 

Que vai-te ajudar a escolher qual o caminho certo a seguir.

 

 

Ser feliz é ter a esperança de um futuro melhor,

 

Onde guerras, violência e maldade não existem.

 

É observar o sorriso de uma criança

 

E o brilho das estrelas...

 

É perceber que mesmo além das diferenças

 

Somos todos irmãos,

 

E temos que tratar os outros do mesmo modo que gostaríamos que os outros nos tratassem...

 

 

É, isso é ser Feliz!

 

 

(Vaniele Oliveira)

 

publicado por artedasao às 14:09

Sexta-feira, 02 de Agosto de 2013

(No dia 22 de Abril como hoje 2 de Agosto)

 

                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<



                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<


 

As lentas nuvens fazem sono

 

 

As lentas nuvens fazem sono,

 

O céu azul faz bom dormir.

 

Bóio, num íntimo abandono,

 

À tona de me não sentir.

 


E é suave, como um correr de água,

 

O sentir que não sou alguém,

 

Não sou capaz de peso ou mágoa.

 

Minha alma é aquilo que não tem.

 

 

Que bom, à margem do ribeiro

 

Saber que é ele que vai indo...

 

E só em sono eu vou primeiro.

 

E só em sonho eu vou seguindo.

 

 

(Fernando Pessoa)


publicado por artedasao às 11:38

Quarta-feira, 24 de Julho de 2013

(Alguém está sentado na sombra hoje porque alguém plantou uma árvore há muito tempo.)

(Warren Buffett)

 

                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<



                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<


 

Noite tempestuosa

 

 

O céu das opacas sombras abafado,

 

Tornando mais medonha a noite feia,

 

Mugindo sobre as rochas, que salteia,

 

O mar em crespo monte levantado;

 


Desfeito em furações o vento irado;

 

Pelos ares zunindo a solta areia;

 

O pássaro nocturno que vozeia

 

No agoireiro ciprestes além pousado;

 

 

Formam quadro terrível, mas aceito,

 

Mas grato aos olhos meus, gratos à fereza

 

Do ciúme e saudade, a que ando afeito.

 

 

Quer no horror igualar-me a Natureza;

 

Porém cansa-se em vão, que no meu peito

 

Há mais escuridão, há mais tristeza.

 

(Bocage)


publicado por artedasao às 14:22

Sexta-feira, 19 de Julho de 2013

(Um Olhar Pela Serra D'Arga Caminha)

 

                   >>>>>>>>>><<<<<<<<<<



                   >>>>>>>>>><<<<<<<<<<


 

No alto

 

O poeta chegara ao alto da montanha,

 

E quando ia a descer a vertente do oeste,

 

Viu uma cousa estranha,

 

Uma figura má.

 

 

Então, volvendo o olhar ao subtil, ao celeste,

 

Ao gracioso Ariel, que de baixo o acompanha,

 

Num tom medroso e agreste

 

Pergunta o que será.

 

 

Como se perde no ar um som festivo e doce,

 

Ou bem como se fosse

 

Um pensamento vão,

 

 

Ariel se desfez sem lhe dar mais resposta.

 

Para descer a encosta

 

O outro lhe deu a mão.

 

(Machado de Assis)

 

publicado por artedasao às 11:55

Quarta-feira, 17 de Julho de 2013

(Um Olhar no Verde da Quinta da Granja em Alheira, Barcelos)

 

                   >>>>>>>>>><<<<<<<<<<


 

 

                   >>>>>>>>>><<<<<<<<<<


 

Domínio

 

 

Tolo...

 

É aquele que pensa dominar...

 

Domínio é igual a pobres castelos de cartas...

 

Onde uma simples brisa; Faz tudo ruir...

 

Um dia acreditei dominar o meu destino...

 

Como fui tolo...

 

As linhas do destino são indomáveis...

 

Igual ao movimento do ar e da água...

 

Um dia tentei dominar meus versos...

 

Triste poeta fui... Quando tentei isso...

 

Meus versos são livres...E puros... Pois nascem do coração...

 

Um dia pensei dominar o mundo...

 

Como a maioria dos meus semelhantes já pensaram...

 

Como fui inocente em acreditar...

 

Que o mundo é dominável...

 

Quem domina o mundo...

 

É ele próprio...

 

 

(Poeta Urbano)

 

publicado por artedasao às 15:48

Sexta-feira, 12 de Julho de 2013

(Metrosídero ou árvore-de-fogo é uma espécie que tanto pode crescer em arbusto, como em árvore e é aquela que melhor se dá em terrenos à beira Mar. Esta e outras foram plantadas pequenas e algumas já atingiram seis metros de altura no Parque de Campismo de Árvore, ficam lindas quando florescem.)

(Vila do Conde)

 

       >>>>>>>>>><<<<<<<<<<



       >>>>>>>>>><<<<<<<<<<


 

Estava no Parque a meditar...

 

Debaixo de uma árvore, sentado estava...

 

Deixando meus pensamentos passar...

 

Uma deliciosa brisa veio me refrescar...

 

Fechei os olhos e respirei fundo para assim aproveitar...

 

Sentir toda a sua leveza e me energizar...

 

Por ali passavam algumas pessoas

 

Que acharam; engraçado o meu estar...

 

Preocupados em comentar a minha vida,

 

Deixaram a brisa deles passar...

 

(Rama)

 

publicado por artedasao às 13:42

Quarta-feira, 12 de Junho de 2013

(Tronco de Uma Oliveira Mais que Centenária)

 

                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<



                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<


 

Velhas Árvores

 

 

 

Olha estas velhas árvores, mais belas

 

Do que as árvores moças, mais amigas,

 

Tanto mais belas quanto mais antigas,

 

Vencedoras da idade e das procelas...

 

O homem, a fera e o insecto, à sombra delas

 

Vivem, livres da fome e de fadigas:

 

E em seus galhos abrigam-se as cantigas

 

E os amores das aves; tagarelas.

 

Não choremos, amigo, a mocidade!

 

Envelheçamos rindo. Envelheçamos

 

Como as árvores fortes envelhecem,

 

Na glória de alegria e da bondade,

 

Agasalhando os pássaros nos ramos,

 

Dando sombra e consolo aos que padecem!


(Olavo Bilac)

publicado por artedasao às 14:27

Quinta-feira, 06 de Junho de 2013

(Hydrangea ou Hortênsia cor produzida em solo alcalino)

 

                >>>>>>>>>><<<<<<<

 

 

                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

 

Eu tenho meus dias de sim

 

Eu tenho meus dias de não

 

Um suspiro na noite

 

Uma solidão

 

Que aperta e prende

 

Meu coração.

 

 

 

Eu tenho meus dias de lua

 

Eu tenho meus dias de sol

 

Uma manhã que clareia

 

Outra dor que lateja

 

Talvez um amor me deseja

 

E me beija

 

Como flor de cereja.

 

 

 

Eu tenho meus dias de inverno

 

Eu tenho meus dias de verão

 

Uma tempestade de neve

 

Um vento quente de ilusão

 

Um cachecol de vento

 

Um sopro de vida

 

Que sim e que não.

 

 

 

Eu tenho meus dias de luz

 

Eu tenho outros de escuridão

 

Brilho de estrela que cega

 

Um coração de cristal

 

Uma alma de poeta

 

Que respira

 

E de perfume transpira.

 

 

 

Eu tenho meus dias de raiva

 

Outros de toda gratidão

 

Um dia de dor

 

Outros de viva paixão

 

Muitos só de alegria

 

Tantos de solidão.

 

 

 

Eu tenho meus dias de lágrimas

 

Tantos de risos e alentos

 

Sonhos dourados de amor

 

Pesadelos de loucas insónias

 

Desvarios, cansaço e perdão

 

Tem dias que sou flor

 

E outros que sou só rebentos!

 

 

(Vanusa Flores)

 

publicado por artedasao às 15:21

Quinta-feira, 14 de Março de 2013

(Mais um olhar de Portugal na Serra São João D'Arga Caminha)

 

                                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

 

                                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

Dois caminhos que se cruzam!


Sob todos os aspectos a vida é uma reflexão!

Uma reflexão que nos leva a pensar e analisar os caminhos que temos que percorrer, quando nossas necessidades gritam dentro de nós esperando uma resposta, procurando uma saída, desejando uma decisão.

Por todos os lados existem diversos tipos de armadilhas esperando que os incautos sejam pegados desprevenidos e sofram todo tipo de consequências. A diversidade de acontecimentos e a multiplicidades de escolhas ao invés de ajudar, muitas vezes joga o homem para dentro de outro conflito: a dúvida e a incerteza da escolha pela melhor decisão.

Reflectir sobre os fatos, analisar a situação, não se deixar levar pelos impulsos, conter as emoções e os sentimentos imediatos, são situações que demandam grande esforço e energia vital para qualquer pessoa. Talvez por causa desta situação extremamente desgastante, muitas pessoas tomam a primeira decisão que aparentemente parece ser a mais acertada: neste caso, a decepção é um acontecimento comum, porque sem reflectir, a opção revelada poderá não ser a melhor!

Se você não fizer a escolha certa poderá adoptar uma medida que não satisfaça as suas reais necessidades, e quando uma necessidade não é plenamente suprida sempre irá requerer que mais força e energia de vida sejam empregadas na busca para a solução acertada.

Ainda que você tenha certeza que precisa tomar uma decisão urgente, ao menos por um momento, é preciso dar tranquilidade à mente e ao coração para decidir-se pela melhor saída.

Você precisa compreender que toda decisão, toda escolha e definição é uma espécie de conflito, de pensamentos diversificados e sentimentos contraditórios que se chocam e se contradizem rápida e fortemente, mas tão passageiros quanto é a sua manifestação. Definir de maneira clara e reter o melhor sentimento nem sempre é uma escolha tão fácil, porque existe sempre uma outra possibilidade. Então, encurtar o caminho é a solução?

Desde a nossa concepção somos levados a reflectir sobre as diversidades e múltiplas escolhas da vida, considerando para isto, que dentre os milhões de espermatozóides que disputavam apenas um óvulo tanto um como outro confrontavam as inúmeras possibilidades, mas apenas um deles conseguiu atingir a meta de concretizar o propósito e tornar real o objectivo da existência. Os outros apenas fizeram parte do momento, mas não puderam existir, porque somente na definição e clareza de propósitos é possível realizar algo, construir uma realidade.

Você é capaz enxergar muito longe, de sentir tudo o que o coração é capaz de suportar, os seus pensamentos levam seu espírito para lugares que jamais seu corpo poderá percorrer e fará com que seus pensamentos entrem num estado de devaneio pelas inúmeras ideias e sensações que percorrerão teu ser até as profundezas da alma, mas isto não é a solução, é apenas um caminho que aponta para uma direcção. Se você não decidir de que forma fazer e como fazer isto poderá se tornar uma prisão e uma armadilha sem saída. Todo caminho está traçado em você mesmo!

 

(Valdeci Alves Nogueira)

 

publicado por artedasao às 14:56

Quarta-feira, 06 de Março de 2013

(Mais um olhar da Casa Abrigo na Serra São João D'Arga Caminha, casa recuperada pelo Clube Celtas do Minho)

 

                                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

 

                                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

Compromisso com a vida

 

Não importa a dor ou o momento que você está passando, você tem um compromisso com a vida. Esse compromisso ultrapassa essa fase, essa hora ruim que você pode estar passando.

Tem coisas que nós não podemos evitar. Você constrói uma bela casa na praia, com muitos quartos, varandas e piscina com vista para o mar. Chega um furacão e leva toda a sua casa, seus móveis e seus sonhos em questão de minutos. Será que você poderia evitar esse furacão?

Assim, nós construímos castelos dourados em nossas fantasias e sonhos. Reunimos os melhores móveis de nossa existência e decoramos as nossas casas do jeitinho que nós queremos. As vezes os engenheiros da vida avisam que nosso projecto está errado, que vamos quebrar a cara, mas nós escutamos? Claro que não. Somos teimosos, tinhosos e orgulhosos.

Seguimos em frente contra tudo e contra todos e algumas vezes, fechamos os olhos para não ver o que todo mundo já viu. Então, o furacão da vida chega e sem cerimónia, sem pedir licença, arranca nossos sonhos e joga tudo no chão. Resta o choro, o pranto e a dor.

Quanto mais rápido, você trabalhar na reconstrução da sua "casa", mais rápido a felicidade volta para sua vida. Nesses momentos de reconstrução, os amigos são os melhores ajudantes e apoiantes que precisamos. Amigos são vigas sólidas que qualquer casa necessita.

Não demore para tomar a decisão de reconstruir a sua casa, digo, a sua vida. A dor se torna menor quando não deixamos muitas lembranças em nossa porta. Normalmente a porta da nossa vida é o coração.

Que tal limpar a sua porta?

 

(Paulo Roberto Gaefke)

 

publicado por artedasao às 11:06

Sábado, 02 de Março de 2013

(Imagem da Serra D'Arga (Caminha) onde se pode ver a casa abrigo do Clube Celtas do Minho)

 

                                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

 

                                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

A Felicidade

 

O tempo passa, e nós mudamos tanto...

Ficamos tão sérios, tão preocupados, e sempre tão sem tempo pra coisa alguma. De repente, alguém disse que para sermos felizes, o que precisamos é ter um bom emprego, uma bela casa, o carro do ano, os aparelhos e as roupas da moda e, claro, termos muito dinheiro na conta. E nós, bobos, seguimos atrás destas coisas cegamente, aficionada mente, entregando-nos a uma vida afogada em trabalho, estudos, metas, e uma constante insatisfação.

Mas se olharmos para trás, ainda poderemos lembrar de um tempo em que era até engraçado não ter dinheiro e fazer vaquinha pra pagar a conta do lanche com nossos melhores amigos. Se não conseguíamos ir todos juntos para a festa ou para o show da hora, fazíamos nossa festa na casa de alguém, ou na rua, mesmo, por que nossa verdadeira festa era estarmos juntos, sorrindo uns com os outros.

Mas… Para onde foi esse tempo? Para onde foram os amigos? Para onde estamos indo nós? Nós nascemos muito felizes. Crescemos naquilo que pode ser a expressão mais tangível da felicidade possível, mas aos poucos vamos trocando isso por outros valores, como sucesso profissional e sucesso financeiro...

Bem-aventurado é aquele que consegue acordar a tempo de perceber que melhor do que fazer horas extras no trabalho ou perder noites de sono em algum projecto ou pesquisa, é sempre reservar um tempo para preservar suas amizades, dedicando-se às pessoas que você ama, à sua família. A felicidade está connosco o tempo todo: nós é que muitas vezes não damos a menor bola pra ela…

 

(Augusto Branco)

 

publicado por artedasao às 11:29

Terça-feira, 29 de Janeiro de 2013

(Um olhar no Gerês, uma das Maravilhas de Portugal)

 

                               >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

 

                               >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

Rio e o Oceano

 

Diz-se que, mesmo antes de um rio cair no oceano ele treme de medo.

Olha para trás, para toda a jornada, os cumes, as montanhas, o longo caminho sinuoso através das florestas, através dos povoados, e vê à sua frente um oceano tão vasto que entrar nele, nada mais é do que desaparecer para sempre.

Mas não há outra maneira. O rio não pode voltar.

Ninguém pode voltar. Voltar é impossível na existência. Você pode apenas ir em frente.

O rio precisa se arriscar e entrar no oceano.

E somente quando ele entra no oceano é que o medo desaparece.

Porque apenas então o rio saberá que não se trata de desaparecer no oceano, mas tornar-se oceano.

Por um lado é desaparecimento e por outro lado é renascimento.

Assim somos nós.

Só podemos ir em frente e arriscar.

Coragem! Avance firme e torne-se Oceano!

 

(Osho)

 

publicado por artedasao às 11:09

Sexta-feira, 11 de Janeiro de 2013

(Este Arco-Íris foi visivel no último dia do Ano 31-12-2012 em Vila do Conde pelas 17 horas)

 

                                 »»»»»»»»»»««««««««««

 

 

                                 »»»»»»»»»»««««««««««

 

Receita de Ano Novo

 

Para você ganhar belíssimo Ano Novo cor de arco-íris, ou da cor da sua paz,

Ano Novo sem comparação como todo o tempo já vivido (mal vivido ou talvez sem sentido) para você ganhar um ano não apenas pintado de novo, remendado às carreiras, mas novo nas sementinhas do vir-a-ser, novo até no coração das coisas menos percebidas (a começar pelo seu interior) novo espontâneo, que de tão perfeito nem se nota, mas com ele se come, se passeia, se ama, se compreende, se trabalha, você não precisa beber champanhe ou qualquer outra birita, não precisa expedir nem receber mensagens (planta recebe mensagens? passa telegramas?).

Não precisa fazer lista de boas intenções para arquivá-las na gaveta.

Não precisa chorar de arrependido pelas besteiras consumadas nem parvamente acreditar que por decreto da esperança a partir de Janeiro as coisas mudem e seja tudo claridade, recompensa, justiça entre os homens e as nações, liberdade com cheiro e gosto de pão matinal, direitos respeitados, começando pelo direito augusto de viver.

Para ganhar um ano-novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo de novo, eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente.

É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre.

 

(Carlos Drummond de Andrade)

 

publicado por artedasao às 10:51

pesquisar
 
Abril 2015
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24

26
27
28
29
30


Últ. comentários
Olá Maria da Conceição!Encontrei ao acaso o seu bl...
Gostei imenso... De encontrar esses versos soltos ...
Maravilhosa tarde de segunda-feira para ti doce am...
Muito interessante!! Eu nunca tinha visto jarros c...
Uma fotografia muito linda!! Adoro pavões!!
Mais um belo poema e uma fotografia perfeita!!
Gostei muito deste poema!! Verdadeiramente encanta...
Muito linda
Ouvir o eco de nossas próprias palavras nos dá a i...
Belo poema, imagem ainda melhor!Dylan
Últ. comentários
Olá Maria da Conceição!Encontrei ao acaso o seu bl...
Gostei imenso... De encontrar esses versos soltos ...
Maravilhosa tarde de segunda-feira para ti doce am...
Muito interessante!! Eu nunca tinha visto jarros c...
Uma fotografia muito linda!! Adoro pavões!!
Mais um belo poema e uma fotografia perfeita!!
Gostei muito deste poema!! Verdadeiramente encanta...
Muito linda
Ouvir o eco de nossas próprias palavras nos dá a i...
Belo poema, imagem ainda melhor!Dylan
Arte da São
conter12

blogs SAPO


Universidade de Aveiro