TRABALHOS de ARTES DECORATIVAS em: Madeira, Vidro, Velas, Chacota, Arte Floral, Eva, Patchwork, Pintura, Fotografia e Scrapbooking

Sábado, 20 de Abril de 2013

(Sabonete com Decoupagem e Galão)

 

                                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

 

                                 >>>>>>>>>><<<<<<<<<<

 

Hoje quero- lhe presentear com,    

Uma borracha para apagar tudo que te desagrada.

Um sabonete para retirar as marcas ruins do dia-a-dia.

Uma tesoura para cortar tudo aquilo que te impede de crescer.

Um frasco transparente para conservar os seus sorrisos.

Lentes corretoras da visão que lhe permita enxergarem com amor o próximo.

Um cofre para guardar as lembranças construtivas e edificantes.

Um zipe para fechar sua boca quando necessário, e outro para abrir seu coração.

Um relógio para mostrar que é sempre hora de amar.

Um rebobinado de filmes, para recordar os momentos mais felizes de sua vida.

Sapato da moral e da ética para pisares com firmeza e segurança por onde quer que for.

Uma balança para pesar tudo que é vivido e experimentado.

Um espelho para admirar uma das obras mais perfeita de Deus.

"VOCÊ"!!!

 

(Autor Desconhecido)

 

 

publicado por artedasao às 15:55

Sábado, 14 de Julho de 2012

O sabão tem sua origem por volta do terceiro milénio antes de Cristo, Na Mesopotâmia já se conhecia a 2.500 a. C. Chegou em Roma e na Gália, no século IV. Era um produto de baixa qualidade até o século XVIII quando elaboraram métodos cosméticos e estudos para melhora-lo. Para perceber como funciona o sabão (ou sabonete), é necessário olhar para uma molécula individual do sabão, composta por carbono, hidrogénio e oxigénio. Tem uma “cabeça” que atrai a água e uma cauda de hidrocarboneto que é hidrofóbica (tem “medo” da água) mas adora a gordura e os óleos. A cabeça da molécula de sabão é atraída pela água enquanto, que a cauda é atraída pela gordura do corpo. Quando entramos no banho, a água não penetra bem na pele. Isto acontece porque a tensão de superfície da água não permite que ela se entranhe na pele. Quando usamos o sabão, a ponta hidrofóbica da molécula do sabão tenta fugir o mais que pode da água enquanto, que a outra ponta é atraída pela água. O resultado é uma película que quebra a tensão de superfície da água, permitindo que ela se entranhe na pele. Agora que a água e o sabão conseguem chegar à pele, as moléculas entram na fase 2 do processo de limpeza. Os poros da pele segregam óleos que criam uma barreira que nos protegem do meio exterior. Esta camada de gordura agarra o pó, sujidade, e outras matérias que nos fazem sentir “sujos". Quando a cauda da molécula de sabão (que adora a gordura e os óleos) entra em contacto com a pele, ela agarra-se à camada oleosa que contém as impurezas. Quando passamos água por cima, a cabeça da molécula agarra-se à água e puxa literalmente a sujidade da pele, deixando-nos limpos. Por isso, não se pode dizer que é a água que limpa a gordura, as sim as moléculas de sabão, já que estas estão entre a pele e a água.

 

(Sérgio Ramoz)

                                      »»»»»»»«««««««

                                      »»»»»»»«««««««

 

publicado por artedasao às 22:10

Quinta-feira, 03 de Maio de 2012

"Primeiro aprenda a ser um Artesão.

Isso não o impedirá de ser um Génio."

 

(Eugène Delacroix)

                                 >>>>>>><<<<<<<

 

                                 >>>>>>><<<<<<<

Alguns destes sabonetes foram oferecidos de brinde no Passeio à Nazaré, realizado no dia 14-4-2012

 

publicado por artedasao às 13:43

pesquisar
 
Abril 2015
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24

26
27
28
29
30


Últ. comentários
Olá Maria da Conceição!Encontrei ao acaso o seu bl...
Gostei imenso... De encontrar esses versos soltos ...
Maravilhosa tarde de segunda-feira para ti doce am...
Muito interessante!! Eu nunca tinha visto jarros c...
Uma fotografia muito linda!! Adoro pavões!!
Mais um belo poema e uma fotografia perfeita!!
Gostei muito deste poema!! Verdadeiramente encanta...
Muito linda
Ouvir o eco de nossas próprias palavras nos dá a i...
Belo poema, imagem ainda melhor!Dylan
Últ. comentários
Olá Maria da Conceição!Encontrei ao acaso o seu bl...
Gostei imenso... De encontrar esses versos soltos ...
Maravilhosa tarde de segunda-feira para ti doce am...
Muito interessante!! Eu nunca tinha visto jarros c...
Uma fotografia muito linda!! Adoro pavões!!
Mais um belo poema e uma fotografia perfeita!!
Gostei muito deste poema!! Verdadeiramente encanta...
Muito linda
Ouvir o eco de nossas próprias palavras nos dá a i...
Belo poema, imagem ainda melhor!Dylan

blogs SAPO


Universidade de Aveiro